10 de julho de 2015

O Tango

10 julho Escrito por Eliude Santos , 3 comentários
Quando entrei na livraria não pensei que o encontraria ali. Pouco antes havíamos trocado olhares numa dessas lojas do shopping e de repente vi-me seguindo seus passos e desviando o olhar quando ele de algum modo notava. E foi num desses desvios que o perdi de vista. Já sem saber aonde mais procurar, entrei na livraria pra ver se encontraria algo que me amainasse o coração. Afinal, antes livros que chocolates! Não é que não goste dos chocolates; amo-os, mas deixo-me sugar pelos livros de tal maneira que emagreço de tanto sofrimento com as angústias daquelas criaturas imaginárias que de repente parecem-me tão reais. E é em meio a esse sofrimento insólito que recorro aos chocolates e engordo novamente tudo o que havia emagrecido.

Entrei na livraria e lá estava ele. Aproximei-me. Ele olhou pra mim e sorriu. Pareceu-lhe que eu o havia seguido até ali. E, de fato, se eu soubesse que havia ido para lá, teria seguido mesmo! Quis folhas de parreira para cobrir minha nudez, diante daquele deus de olhar penetrante e revelador.

Olhei para a estante. Peguei o primeiro livro que vi e comecei a folhear.

Ele aproximou-se e pegou um livro ao lado do meu. Seu passo adiante fez-me recuar. Ele desculpou-se. Eu não queria que ele se sentisse desconfortável e coloquei o livro de volta na estante, na tentativa sutil de reaproximar-me. Ele deu um passo para o lado. A rejeição parecia-me óbvia. Mas seu sorriso confundiu-me quanto a que passo dar naquele tango desajeitado de um encontro sem ensaios.

Segurei “O Nome da Rosa” entre os dentes. Ele riu novamente.

Foi então que uma mão delicada e pequena segurou a sua.

“Pai, encontramos. Vem, vem.” E levaram-no de mim.

O tango não terminou no clássico passo final. O drible foi rápido e deixou-me sem reação por alguns instantes. Devolvi o livro à prateleira e senti uma profunda necessidade dos chocolates.

Este é um conto do livro Quando a Vida Grita pra Ser Ouvida, de Eliude A. Santos
Para acessar o índice do lívro, clique na imagem abaixo. 

índice

Se gostou deste conto, curta a Página do Livro no facebook,
e/ou compartilhe o link deste artigo em suas redes sociais. 
CLIQUE AQUI para ler o próximo conto.

3 comentários:

  1. Me lembrei de alguém.,., Aaaahhhhh!!!! Agora eu também preciso de chocolates!!! Pq é q eu fui lembrar!!!!
    Maravilhoso o teu "tango"!!!

    BjoxXD!!!

    KthY?

    ResponderExcluir
  2. quando eu crescer, juro que vou ter o tipo de ideias que você tem para escrever.

    ResponderExcluir
  3. Gostei tanto deste texto que repassei pra duas amigas. Essa do chocolate foi de matar. Eu teria inclusive passado na gondôla da Pringles e do Doritos haha Queria voltar a escrever ficção. Pensando bem, acho que vou. Abs.

    ResponderExcluir

Compartilhe esse artigo em suas redes sociais e aproveite este espaço para registrar seus pensamentos sobre esta postagem.